Quarta-feira, 15 de Abril de 2009

Sambade - Portugal.

A nove quilómetros da sede do concelho, é constituída pelos lugares de Sambade ,Vila Nova e Covelas .Sambade destaca-se pela excelente igreja paroquial, caracterizada mais adiante. Pode ser considerada um verdadeiro tesouro artístico de Portugal.

Em plena serra de Bornes de Monte mel, Sambade encontra-se entre duas nascentes da ribeira de Zacarias, afluente do rio Sabor.

A toponímia comprova a antiguidade da freguesia, não só da sua fundação como do próprio povoamento. Chacim, lugar vizinho, lembra a existência por aqui de determinados possessores nobres e de alta estirpe, Soeima que já foi termo de Sambade – melhor se dirá de Soeima – é um nome pessoal de origem Árabe usado ainda no sec: XII . Quanto ao topónimo principal da freguesia , Sambade poderá ser nome de uma devoção religiosa moçárabe. Poderá ser também , e se calhar com mais fiabilidade , o genitivo um nome pessoal , propriedade de alguém que por essa época terá apresado o actual território da freguesia de : a Sambadim "vila".

Quanto à igreja paroquial atrás mencionada , dir-se-á em primeiro lugar que pertenceu à coroa , tal como a própria freguesia. No sec: XIII, D Afonso II doou-a a D. Pedro Fernandes , nobre local. Está classificada como imóvel de interesse público.

Relativamente ao edifício , Foi construído no sec: XVIII (terminou em 1798) e é muito grande . O prospecto exterior , em estilo Joanino , é constituído por três corpos , sendo um no centro , com a porta principal do templo e acima dela uma curiosa janela , de dois laterais , ocupados com as torres sineiras . A entrada é lateral por duas colunas compósitas e encimadas por um tímpano incompleto . A concha tríptica que sobrepuja a porta repete-se por diversas vezes em todo o edifício . O interior é de uma só nave . Tem cinco altares de talha muito elegantes e bem enquadrados do edifício . Do lado sul encontra-se a casa das almas e do mesmo lado a residência paroquial .

À volta desta igreja , corre desde há muitos anos uma lenda entre a população , que da tradição oral passou já para a imortalidade do papel através da arte de Pinto Leal .Conta entre a população da freguesia que , em tempos recuados , na época da construção da igreja , o pároco matou a sua irmã e escondeu o cadáver no interior do templo. Muitos anos depois , foram feitas escavações e encontrou-se um corpo absolutamente incorrupto, que tão rapidamente foi "identificada" ("era " a tal irmã do padre) como santificada e venerada pelos seus conterrâneos . Anos mais tarde , já depois da "Santa " ter sido roubada , aparecem na igreja os ossos de uma outra mulher , que essa , assim , era o da mulher inicialmente referida .

No foral a Alfândega da Fé , dado por D. Manuel em 1 de Junho de 1510 , Sambade é referida . Por então , a freguesia era uma das mais ricas do termo daquela vila , especialmente porque aqui se fabricava em grande escala – "grande escala " é a palavra exacta para aqueles tempos em que a indústria não passava de uma ficção – a seda e o sirgo. A decadência do fabrico destes produtos ditou a decadência da freguesia , que não mais recuperou , a partir daí , a riqueza de outrora .
Tempos que se recordam com saudade .

Tempos que Pinho Leal caracterizou desta forma no "Portugal Antigo e Moderno": "Nos tempos em que Sambade se mostrava soberba com a sua suficiente riqueza fazia divulgar também a sua subida instrução pelos seus contornos ; pois que ainda hoje os seus moradores mais antigos recordam com dor as pessoas respeitáveis de todos os estados ; mas o que mais avultava ainda era o clero , que , segundo se diz , o número de padres (de missa) era de 18 , afora menoristas , todos naturais dali ; e que lhes facilitava a ciência ou ordenação eram dois ou três padres que ali havia , que ensinavam latim, lógica , e moral, cujas aulas eram numerosamente frequentadas , não só pelos estudantes de Sambade , mas de muitas freguesias ,e até algumas muito distantes .

Hoje porém decaiu tudo : antigamente havia ali um reitor ou abade e dois curas , alem de todos os outros padres acima mencionados , hoje existe somente um abade . Antigamente havia , além das aulas acima ditas , mais duas instrução primária , hoje há uma que apesar de ser régia , desgraçadamente é frequentada por dez a quinze alunos ".

Nasceram nesta freguesia algumas figuras ilustres do nosso País.
Foi o caso de Pe. António José de Mesquita Pimentel , autor da muita conhecida " Cartilha da Doutrina Cristã " ( Sec: XVIII ). Não nasceu em Sambade , mas aqui morreu , em 1722, o escritor Manuel de Sousa Moreira . Autor de importantes obras dos inícios do Século XVIII , em especial " Teatro Histórico , Genealógico e Panegírico... da Excelentíssima Casa de Sousa".
tags:
publicado por Admin às 11:31
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.últ. comentários

Este link não funciona. Por favor, coloque um novo...
cria um novo link por favor
http://youtu.be/jb3FvmaWtRo
Meu sonho è ter sexo com ela...
Faço desde já uma declaração prévia: sou agnóstico...
Faço desde já uma declaração prévia: sou agnóstico...
Si quieren ver mas de ella visiten: http://bootyc...
adoro documentarios !!!show de bola esse blog !!!!...
eu saquei o jogo mas nao consigo jogar, ele foi te...
em 1º lugar, para os que tem o minimo de conhecime...
blogs SAPO

.subscrever feeds